O câncer e o sexo

O ideal é que o (a) parceiro (a) vivencie todos os momentos juntos para que possa entender as transformações que seu corpo irá passar e das limitações que estas mudanças irão lhe impor. Isso é um ato de amor. Quando se está enfrentando uma doença como o câncer, é imprescindível que você conte com o apoio de seus familiares, amigos, e de sua fé caso você tenha uma religião ou similar.

O ideal é que as cicatrizes e mudanças que ocorrerão no seu corpo sejam explicadas antes da realização do procedimento na presença do companheiro. Em algumas raras vezes, nós médicos temos achados no trans-operatório que nos impõe uma mudança de conduta. Infelizmente, a medicina não é ciência exata, e para manter o foco principal que é o tratamento do câncer, impõe-se um resultado não tão agradável esteticamente ao que o paciente deseja. O ideal é sempre colocar o tratamento do câncer como prioridade. Não é necessário esquecer a estética, mas ela não pode se sobrepor a chance de cura e a vida.

Converse com seu companheiro sobre qual posição é mais confortável neste momento do tratamento. O desejo sexual é espontâneo e dependente de vários fatores. Não force seu corpo a situações que ele não está preparado, sua autonomia e segurança irão aumentar com o passar dos dias. A masturbação é uma prática saudável e que deve ser estimulada, caso haja necessidade. Assim, você conhece seu corpo, conversa e guia seu companheiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *