P

Paliativo: tratamento oferecido à paciente quando sabidamente não existe a possibilidade de cura. Esse tratamento tem como objetivo aumentar o tempo e a qualidade de vida. É importante que a equipe médica esteja atenta para que o tratamento não traga mais sintomas desconfortáveis do que os causados pela própria doença.

 

Polipectomia: ressecção de pólipo (lesão vegetante) que costuma acometer mais comumente o colo uterino, útero ou vagina. A biópsia pode ser a retirada total ou parcial deste pólipo a nível ambulatorial para diagnóstico.

 

Ptose mamária: termo científico utilizado para descrever uma queda mamária. O mastologista consegue, através do exame físico, quantificar o grau. O cirurgião plástico é o profissional qualificado para realizar o aprimoramento do contorno corporal e estética, e seria o indicado para correção nesses casos – cirurgia de Mastopexia. Em casos específicos de câncer de mama, o Mastologista consegue corrigir a ptose mamária quando esta faz parte do planejamento do tratamento cirúrgico do câncer de mama, através do domínio na utilização de técnicas de Oncoplastia Mamária.

 

Punção agulha fina (PAAF): biópsia através do uso de uma agulha fina, realizada a nível ambulatorial e que geralmente dispensa anestesia. Pode ser utilizada em cirurgia para retirada do nódulo da mama, linfonodos em suas mais diversas localizações cervicais, inguinais e axilares. Tem como fator limitante a obtenção de uma amostra de material pequena (células), necessitando de um patologista experiente com esse tipo de biópsia. Geralmente, é utilizada para confirmar uma doença com baixa suspeita de malignidade ou no outro extremo, com alta probabilidade de malignidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *