Câncer de Ovário

Câncer de ovário é o tumor que se inicia no ovário, pois sabemos que o ovário pode ser sítio de metástase principalmente de tumores gastrointestinais e mama. Os tumores de ovário são divididos em 4 subdivisões em função da célula de origem, a mais comum são os tumores epiteliais, mas existem os germinativos, os estromais. Em geral na sua fase inicial são assintomáticos, deste modo não tendo um exame preventivo eficaz, infelizmente.

Em sua grande maioria, no momento do diagnóstico, já estão numa fase mais avançada com acometimento de outros órgãos intra-abdominais (fora do ovário). Nessa fase, são pouco sintomáticos também: com distensão abdominal por aumento do líquido intra-abdominal (peritoneal – conhecido com ascite), dificuldade para a comida descer, falta de ar, aumento da frequência urinária, e alteração no hábito intestinal. Mesmo nessa fase, apesar de fazer exames de imagem, estes não têm grande precisão para diagnosticar a extensão da doença peritoneal, que é a forma mais comum de apresentação. Alguns casos são causados por mutação genética familiar e outros por uma mutação que se inicia naquele indivíduo. Não temos um fator de risco, porém sabemos que o uso de anticoncepcional protege o ovário, e que quando temos uma mutação genética comprovada devido a um histórico familiar sugestivo, podemos fazer a cirurgia preventiva com salpingooforectomia bilateral com ou sem histerectomia.

A ultrassonografia transvaginal com massa ovariana suspeita e a elevação do marcador CA 125 não são suficientes para diagnosticar um tumor de ovário. Na suspeita de câncer de ovário pouco sintomático, indicamos a cirurgia minimamente invasiva. Na confirmação de câncer de ovário e na apresentação de doença extensa peritoneal, damos preferência à conversão para cirurgia aberta (laparotomia) para podermos tentar a citorredução completa.

Na impossibilidade de citorredução completa ou ótima, optamos por deixar intacto os vários espaços dentro do abdome e fazer a quimioterapia neoadjuvante. Para tomar esta decisão, usamos da avaliação do estado geral do paciente somado a experiência da equipe em tratamento do câncer de ovário bem como localização e tamanho dos implantes. São em geral cirurgias extensas que demandam um maior tempo de internação para recuperação do paciente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *